CONTADOR DE HOMICÍDIOS 2014

Águas Belas - 05
Angelim - 02
Bom Conselho - 07
Brejão - 01
Caetés - 06
Calçado - 01
Canhotinho - 07
Capoeiras - 04
Correntes - 05
Garanhuns - 19
Iati- 03
Jupi - 04
Jucati - 02
Lajedo - 07
Lagoa do Ouro - 02
Palmeirina - 03
Paranatama - 00
Saloá - 02
São João - 06
Terezinha - 02

BLOGS E SITES PARCEIROS

quinta-feira, 05 de junho de 2014

Moto desmontada (1)Na manhã de ontem (04), através de denúncias repassadas à Subseção de Informações da CIOSAC (Companhia Independente de Operações e Sobrevivência em Área de Caatinga), uma equipe da CIOSAC apreendeu, na cidade de Caruaru, um menor de 16 anos acusado de praticar assaltos à mão armada na cidade.

O menor levava o material roubado para a casa de sua mãe, e, segundo informes, seu padrasto, Carlos Antônio Costa Freire, 48 anos, vendia os produtos roubados. Ao perceber a chegada dos policiais da CIOSAC, o padrasto do menor tentou fugir pelo telhado da casa do vizinho, sendo capturado após cerco policial. Em sua residência foi encontrada uma moto marca Shineray, 50 cilindradas, toda desmontada.

Os imputados, juntamente com o material apreendido, foram encaminhados à Delegacia de Plantão de Caruaru, para as providências legais cabíveis.

Compartilhe   

quarta-feira, 04 de junho de 2014

001Uma moto foi roubada no último final de semana, no sítio Riacho do gado, próximo ao Bar do Peixe, na zona rural de Agrestina. Segundo a vítima, três elementos em uma moto, anunciaram o assalto e levaram a sua motocicleta.

Nesta terça-feira (03), o Cabo Correia e os soldados Wansenberg e Nery do Pelotão da Polícia Militar de Altinho, em rondas e abordagem prenderam o jovem, Luan Torres dos Santos, de 18 anos, que estava com a moto e após consultar a placa foi constatado que existia restrição de roubo e furto.

O acusado que há quatro meses está na condicional, foi conduzido para a Delegacia Regional em Caruaru, onde informou que pegou a moto emprestada para pagar um dinheiro com uma pessoa que nem conhecia. Ele foi autuado em flagrante por receptação e foi encaminhado a Cadeia Pública de Altinho.

Compartilhe   

quarta-feira, 04 de junho de 2014

O corpo foi encontrado no fim da manhã desta quarta-feira (04) em avançado estado de decomposição.

Na manhã desta quarta-feira, a polícia militar recebeu um chamado em que um corpo teria sido encontrado em um terreno baldio, nas proximidades do presídio de Pesqueira. A viatura se deslocou até o local e lá chegando constatou a veracidade da informação.

Segundo informações preliminares o corpo era de uma mulher, estava em avançado estado de decomposição, não sedo possível sua identificação até o presente, nem tão pouco a causa da morte, no local, próximo ao corpo foi encontrado uma sandália de cor branca com o nome do Brasil em alto relevo.

Após perícia no local pela Polícia Civil o corpo foi encaminhado para o IML na capital pernambucana.

Com Informações do EncartNoticias.com

Compartilhe   

quarta-feira, 04 de junho de 2014

A GT de polígono 3º B durante a Operação Risco Zero, foi informada de que havia indivíduos praticando caça de animais silvestres nas proximidades da barragem do mulungu. O policiamento se deslocou ao local informado e por volta das 22h00min, visualizou dois indivíduos armados, cada um com uma espingarda de fabricação artesanal. Ao notarem a presença dos policiais, os indivíduos se desfizeram das armas, jogando-as ao chão e empreenderam fuga, entrando na mata. Não sendo possível a apreensão dos imputados, haja vista as condições do terreno, o policiamento apreendeu as armas e as conduziu a DP para serem tomadas as medidas cabíveis.

Compartilhe   

quarta-feira, 04 de junho de 2014

ZÉ MARIA 2Policiais civis do estado deflagram operação “Cumpra-se a lei”. O objetivo é fazer com que ele (policial) atue de acordo com a legislação, não suprindo as deficiências estruturais e institucionais por conta da omissão do estado. Participar de missão somente com uso de colete e não vencido é um dos itens; munição igualmente não vencida, é outro; e, seguem-se. “Ué, estranho! E os policiais civis do estado trabalham assim?”, poderia indagar-se o cidadão não atento à realidade policial. E soa mesmo estranho, mas trabalham. Trabalhavam.

Desdenhar das manifestações policiais ignorando suas justas reivindicações quanto aos seus vencimentos é coisa própria do governo. Outra é o policial ter que cumprir metas dentro de um quadro coercitivo/com desrespeito à lei e em detrimento dele próprio (policial). Se cabe ao estado dizer que o salário é este e pronto, somente resta ao servidor policial lutar por um mais digno. Agora cabe ao policial consciente responder na proporção desse salário, e pelo que vem percebendo, sua simples presença no ambiente de trabalho (sem se mexer) o justifica. Muitos (literalmente) não se mexem e foram agraciados com pomposos aumentos. Corremos tanto, e para quê? O que se viu mesmo foi um Don Juan (cruel e interesseiro) abandonando sua donzela para cortejar uma outra mais cheia de dotes e de encantos. Foi a polícia a serviço de conquistas. Que papel!

E chega de moleza para o estado. A categoria resolveu entregar o programa jornada extra de segurança (PJES), ou como diz um companheiro o “P JEGUE”, termo mais do que apropriado pela conveniência para o estado. E por quê? Considerando o salário de fome recebido pela categoria, uma delegacia de plantão custaria ao estado (hoje) mais ou menos R$ 100.000,00, havendo ainda que acrescentar custos outros como férias e mais… Com menos de 60% desse valor (no “P JEGUE”) e sem outros adicionais, o estado tem sua “delegacia de plantão” e sem que o serviço policial sofra solução de continuidade. Há quem diga que o estado foi muito inteligente nessa questão. Aqui eu fico com o pensamento de Ciro Gomes, quando disse que quem paga pelo preço de uma coisa em que lhe é absolutamente desvantajosa, não passa mesmo é de Um Grande Otário (e é o que temos sido). Uns dizem que não entregam o “P JEGUE” porque vai ser avô e precisa ajudar no leite da netinha. Outros que se arrombaram na telexfree e querem reaver o prejuízo. E cada um de nós (covardemente) cria o seu motivo. Verdade é que é muito cômodo nos escondermos na coragem e no sacrifício alheios. Para quê entrar na linha de tiro? Raciocinamos à luz do oportunismo: se perderem eu ganhei e se ganharem eu tenho parte no bolo, ainda que a contragosto dos heróis da resistência. Muito conveniente, não! Outro dia propus que o “P JEGUE” fosse distribuído de maneira igualitária, evitando essa corrida atiçada. O trabalho policial tem de ser realizado, mas sem essa correria tendo como moeda de troca o “P JEGUE”. Fui voto vencido e ainda censurado. Muitos querem todas as quotas. Como cães raivosos e famintos, atiramo-nos aos ossos. Uma vergonha à espécie! Como dizia o grande poeta Manuel Bandeira, a nossa natureza é mesmo pior do que a dos bichos. Temos de lutar (isso sim) por um bom salário. Chega de migalhas/de ganhos eventuais advindos de mais sacrifícios e que sobremodo comprometem a nossa saúde. Até quando rastejaremos?

Mas a luta do servidor policial tem de continuar. O estado diz sempre que existe uma lei de responsabilidade fiscal. É de espantar como o dinheiro flui para outras “empreitadas”. Mais de cinco milhões de reais foram gastos pelo senhor Eduardo Campos em viagens com jatinhos e helicópteros. Um escândalo que chamou a atenção do Poder Legislativo. Ao ser abordado pela imprensa, desconversou. Disse sua assessoria que todas as viagens foram a serviço do estado. Descobriu-se que uma delas foi para que ele (Eduardo) marcasse presença no velório de dona Canô, mãe de Caetano Veloso. Custo: R$ 27 mil. E ele tem mesmo uma afeição por jatinho. Na greve da PM recente, a bordo de um disse que tudo era briga entre as instituições. Correu para São Paulo com a família. Esse triste quadro lhe rendeu veementes protestos pelas redes sociais. Gosta tanto de jatinho que um parlamentar da assembleia legislativa ironizou: “Eduardo deveria andar mais de carro, e assim veria as condições das suas rodovias”.

O tempo é de união e de solidariedade. Não ter medo de perder isso ou aquilo. A preocupação primeira deve ser com a dignidade/valor de cada um. Saber que se existe como pessoa/como profissional. Fazer valer essa existência. Pobre do homem que nasce para cegamente obedecer a um outro. Esse já nasceu escravo e há de sê-lo até a morte. Aqui a questão não é de afrontar a lei ou desrespeitar a autoridade. Aqui a questão é de lutar por respeito (reconhecimento), este que nos tem sido negado por ditadores de plantão.

José Maria/Cidadão.

Compartilhe   

quarta-feira, 04 de junho de 2014

002Um acidente envolvendo um ônibus da Viação Progresso, no início da manhã desta quarta-feira (4), deixou quatro feridos no quilômetro 111 da rodovia BR-232 (trecho Caruaru-Bezerros), na altura do distrito de Encruzilhada de São João, em Bezerros, no Agreste de Pernambuco. O coletivo seguia de Bodocó, no Sertão, com destino ao Recife quando colidiu na traseira de um caminhão, depois bateu na mureta de proteção da pista e em seguida tombou.
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), no momento do acidente, por volta das 4h30, havia um forte nevoeiro que prejudicou a visibilidade do motorista do ônibus, veículo o qual transportava 42 pessoas.

A PRF confirmou que quatro dos passageiros foram socorridos pelo Samu ao Hospital Regional do Agreste (HRA), em Caruaru. No entanto, outras pessoas feridas levemente teriam sido levadas para outras unidades de saúde da região.

Ainda de acordo com a PRF, nenhum dos ocupantes do coletivo ou mesmo do caminhão correm risco de morte.

Compartilhe   

quarta-feira, 04 de junho de 2014

trafico limoeiroPoliciais civis da Delegacia de Limoeiro prenderam em flagrante delito na tarde de sexta-feira (30) Luciclaudio da Silva Arruda, 30 anos, pelo crime de tráfico de drogas.

De acordo com o Delegado Seccional de Limoeiro José Sérgio de Oliveira Moura, responsável pelas investigações, a polícia civil recebeu uma denúncia de que Luciclaudio estava conduzindo um caminhão Mercedes Bens, ano 2010, cor azul, vindo na rodovia estadual que dá acesso a Limoeiro por Vitória de Santo Antão e estaria transportando 10 kg da erva “Cannabis Sativa”, conhecida popularmente por maconha. A droga seria entregue a uma pessoa não identificada.

Os policiais civis de Limoeiro e integrantes da Equipe Malhas da Lei do município montaram uma blitz no trevo que dá acesso à cidade de Passira e abordaram o veículo suspeito, ocasião em que notaram que o motorista ficou nervoso. Sendo feita abordagem mais minuciosa no veículo, conseguiram localizar a droga em um compartimento do caminhão, momento em que foi dada voz de prisão ao motorista.

Após Luciclaudio ser autuado em flagrante delito pelo crime de tráfico de drogas foi recolhido à Penitenciária Dr. Ênio Pessoa Guerra, na cidade de Limoeiro – PE.

Compartilhe   

quarta-feira, 04 de junho de 2014

bancoNa madrugada desta quarta-feira (04), a agência do banco Bradesco da cidade de Orobó, no Agreste de Pernambuco, foi explodida. O crime ocorreu na Rua Professor Mariano de Aguiar, no centro da cidade, por volta da 1h30. Há a informação de que a agência foi abastecida pela última vez na tarde da última terça-feira (03) e que os responsáveis pelo arrombamento estariam observando a rotina dos carros-forte no local.

De acordo com informações da polícia, vários homens armados chegaram ao local, arrombaram o estabelecimento e em seguida explodiram os caixas eletrônicos com dinamites. Com o impacto da explosão, partes dos equipamentos bancários foram arremessadas para o outro lado da rua. Estilhaços do vidro da porta do prédio ficaram espalhados pela via. Ainda de acordo com a polícia, os homens chegaram em 2 carros e na fuga houve troca de tiros. Não há registro de feridos e a polícia não soube informar a quantia levada da agência.

Compartilhe   

terça-feira, 03 de junho de 2014

Bandidos ainda não identificados tentaram arrombar um dos caixas eletrônicos da agência do Banco Santander no município de Pesqueira no Agreste de Pernambuco. A investida aconteceu durante a madrugada desta terça-feira (3), a Polícia Militar compareceu ao local onde nada foi levado e a autoria é desconhecida.

Compartilhe   

terça-feira, 03 de junho de 2014

Um ex-guarda municipal de 35 anos foi assassinado na noite desta segunda-feira (2), na PE-145, em Brejo da Madre de Deus, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Militar, a vítima seguia de Belo Jardim, também no Agreste, para visitar parentes naquele município. Ao entrar na cidade, o homem havia parado em um ponto comercial quando uma pessoa teria passado em uma motocicleta e atirado contra ele.

Ainda segundo a PM, a vítima morreu no local. O suspeito fugiu, abandonou a motocicleta em um matagal, e não foi encontrado pela polícia. Ainda não há informações sobre a motivação ou a autoria do crime. O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal de Caruaru, no Agreste.

Do G1 Caruaru

Compartilhe